sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Cão Sheepdog OLD ENGLISH SHEEPDOG

Cão Sheepdog (OLD ENGLISH SHEEPDOG)
Sheepdog
Curiosidades sobre Sheepdog
Fotos da Sheep dog Michelle Luna
PAIS DE ORIGEM: Grã-Bretanha
APARÊNCIA GERAL: forte, parecendo ser inscrito num quadrado, de estrutura
muito harmoniosa e constituição robusta. Absolutamente alto sobre as patas, todo
revestido de pelagem abundante. Atarracado, musculoso, fi rme e cuja expressão é
muito inteligente. As formas originais não devem ser modifi cadas artifi cialmente por
meio de aparo com tesoura ou de tosa. dotado de grande vigor, apresentando uma
linha superior ligeiramente inclinada e, visto de cima, possui um tronco em forma
de pêra. Apresenta, no trote, um bamboleado típico, embora sua movimentação seja
o passo de camelo ou o passo normal. Seu latido tem um timbre próprio.
PROPORÇÕES IMPORTANTES: o focinho medindo aproximadamente, metade
do comprimento total da cabeça.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: dócil e de caráter igual. Corajoso,
fiel e digno de confiança; de forma alguma tímido ou agressivo se não for provocado.
CABEÇA: proporcional ao tamanho do tronco.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: volumoso e de formato quadrado. Bem arqueado acima do olhos.
Stop: bem defi nido.
REGIÃO FACIAL
Tr ufa: grande e de cor preta. As narinas são largas.
Focinho: forte, quadrado e truncado.
Maxilares / Dentes: dentes fortes, grandes e regularmente alinhados. Mordedura em
tesoura, com uma articulação perfeita, regular e completa. Mordedura em torquês é
tolerada, porém indesejada.
Olhos: de inserção bem separada. São escuros ou de cores diferentes. Os dois olhos
azuis são aceitos. Os olhos claros são indesejados. Preferese
o contorno dos olhos
pigmentados.
Orelhas: pequenas e portadas achatadas contra as faces.
PESCOÇO: de bom comprimento, robusto e graciosamente arqueado.
TRONCO: mais para curto e compacto; O cão, quando erguido, a cernelha fi ca mais
baixa que o lombo.
Lombo: o lombo é muito robusto, largo e levemente arqueado.
Peito: profundo e amplo.Costelas bem arqueadas;
CAUDA: normalmente cortada ou anuro.
Cortada: completamente cortada de costume.
Não Cortada: discreta quando em stay. Inserida baixa. Nunca curvada ou portada
sobre o dorso, sem dobras evidentes. Bem coberta com pelagem de textura dura.
MEMBROS
Anter iores: perfeitamente retos, de ossatura muito forte, sustentando bem o tronco.
Cotovelos: trabalham bem ajustados ao tórax. As escápulas são bem oblíquas e mais
fechadas na cernelha do que na ponta dos ombros. Ombros carregados são indesejáveis.
Ombros: bem ajustados ao peito.
Posteriores: são bem cobertos, redondos e musculosos.

J oelhos: são bem angulados.
Per nas: longas e bem desenvolvidas.
J arretes: inseridos baixos. Vistos por trás, os jarretes são perfeitamente retos.
PATAS: não viradas nem para dentro nem para fora. Pequenas, redondas e compactas.
Dígitos bem arqueados, almofadas plantares, espessas e duras; os ergôs devem ser
removidos.
MOVIMENTAÇÃO: na passada, o Bobtail bamboleia os posteriores à maneira
dos ursos. No trote, o alcance é fácil e a propulsão fornecida pelos posteriores é
poderosa, os membros deslocamse
em planos paralelos ao plano medial do corpo. O
galope é muito elástico. Em relação à passada lenta, alguns exemplares podem ter a
tendência ao passo de camelo. Durante a movimentaçao, o cão pode portar a cabeça
naturalmente baixa.
PELAGEM: abundante, de textura bem áspera; o pêlo não é reto, mas eriçado e
isento de cachos. O subpêlo é uma forração impermeável. A cabeça e o crânio são
bem revestidos de pêlos. As orelhas são moderadamente guarnecidas. O pescoço é
bem guarnecido, bem como os membros anteriores, principalmente o contorno. A
pelagem é mais abundante nos posteriores do que no resto do corpo. É preciso dar
mais importância à qualidade, à textura e à abundância do pêlo do que ao simples
comprimento.
PELO COR: todos os tons de cinza, acinzentado ou azul. O tronco e os posteriores têm
cor uniforme, com ou sem pequenas manchas brancas (luvas) nas extremidades dos
membros. As marcas brancas, nas regiões unicolores, devem ser desencorajadas. A
cabeça, o pescoço, os membros anteriores e a face ventral do tronco devem ser brancas
com ou sem marcas. Qualquer tom de marrom é indesejável.
TAMANHO
machos: 61 cm
fêmeas: 56 cm.
O tipo e o equilíbrio das formas são de maior importância e não devem de maneira
alguma serem sacrifi cados somente pelo tamanho.
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta
e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem estar
do cão.
NOTAS:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem
desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.
• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento
O Sheepdog é dócil e carinhoso. Fiel e corajoso, o Sheepgog não é de forma alguma tímido ou agressivo se não for provocado. Eles se adaptam melhor em áreas grandes, no campo, por exemplo. São inteligentes e amigáveis e o latido é ressonante capaz de amedrontar qualquer intruso, possuem um latido com timbre próprio. Apresenta, no trote, um bamboleado típico, quando caminha ao passo de camelo ou ao passo normal. O Old English Sheepdog mais famoso do Brasil foi protagonista do programa infantil "TV Colosso" televisionado em 1993. Priscila representava uma assistente de produção meiga e estabanada.

O Sheepdog de nome oficial Old English Sheepdog, também conhecido por Bob-Tail são cães de raça pastoreiro. Embora o registro do Old English Sheepdog seja considerado Britânico, hoje acredita-se que seu real ascentral seria derivado dos Pastores Europeus dos tipos Owtcharka e Bergamasco cruzado com cães pastores de Inglaterra. Portanto, é agora considerado britânico chamado de Bob-Tail.

O Sheepdog possui característica compacta, crânio volumoso e em formato quadrado. Trufa grande e na cor preta, narinas bem separadas e de focinho forte. Olhos de inserção bem separada, escuros ou de cores diferentes, pelo padrão oficial os dois olhos azuis são aceitos. Orelhas pequenas, peito profundo e amplo. A cauda do Sheepdog é de pelagem abundante, anteriormente era costume ter a cauda cortada, porem é aceito porta-la naturalmente. As patas são pequenas, curtas e compactas. Pernas longas e bem desenvolvidas.
A pelagem do Sheepdog é abundante com textura áspera, um pouco eriçado e isentos de cachos e possui subpêlo, tornando os impermeáveis. A cabeça e o crânio são bem revestidos de pêlos, as orelhas são moderadamente guarnecidas. O pescoço é bem volumoso, bem como os membros anteriores, principalmente o contorno. A pelagem é mais abundante nos posteriores do que no resto do corpo. É preciso dar mais importância à qualidade e à textura do pêlo do que ao seu comprimento e abundância.

Em termos de higiene e saúde, a raça Old English Sheepdog precisa de alguns cuidados principalmente com a pele e pelagem, pois são sensíveis às picadas de pulgas e carrapatos, o que pode desencadear problemas de pele podendo chegar a ter queda de pêlos, machucados e intensa coceira. Deve ser evitado a umidade que pode causar a proliferação de fungos, mau cheiro e coceiras. Entretanto o excesso de sol princialmente na região do nariz e pálpebra despigmentados são causas da dermalite solar. Os sintomas são bolhas na região sem pigmentação e grande sensibilidade. Por causa da dor, o cão pode ficar abatido.

A escovação ajuda a manter a pelagem saudável, é preciso desembaraçar os pêlos o que facilita a ventilação e a secagem. Por outro lado, não exagere na escovação, que em excesso pode causar queda dos pêlos. No Brasil, é muito comum os donos tosarem a pelagem no verão. Outro ponto que nos chama a atenção no Sheepdog é a displasia coxo-femural, comum em animais de grande porte.

Podem também apresentar problemas de visão, como catarata hereditária e Atrofia Progressiva da Retina, que pode levar o cão a ficar cego. Por isso é muito importante que, em qualquer situação anormal no cão, o dono leve imediatamente a um veterinário.



Seguidores

Postagens populares

Google+ Badge

Receba Novidades por Email

Loading...

Minha lista de blogs